18
junho
2015
O que é ser blogueira? O que as empresas esperam de nós?
blog text under magnifying glass

Imagem retirada de pesquisa realizada no Google.

Olá bonitas e bonitos!

O post de hoje é um desabafo. Sim, um desabafo.

Vamos começar pela primeira pergunta do título. O que é ser blogueira? Antes de responder, vou contar pra vocês um pouquinho de mim.

Quando eu criei o blog, não fazia a menor ideia do que estava fazendo. Foi um tiro no escuro.

Eu criei o blog por incentivo de uma grande amiga, a Lilian, por que ela achava que eu deveria compartilhar as coisas que entendia de maquiagem, cabelos e outras coisas… Então, lá fui eu me arriscar nesse mundo. Fiz algumas pesquisas, procurei tutoriais, entrei em alguns grupos do face… Enfim… Fui fazer o que qualquer pessoa faria certo? Errado!!!

Olha, nesse pouco tempo que tenho de blog – menos de um ano – já vi de tudo um pouco. Desde pessoas que criam blogs para ganharem produtos de empresas, até pessoas que acham que vão ficar milionárias com o blog.

Vamos fazer como Jack, o estripador – vamos por partes.

Criar um blog é muito mais do que esperar receber coisas de graça das empresas. Até chegar nesse nível, é preciso muito trabalho e muito comprometimento. Ser blogueiro (a) virou profissão e como tal precisa ser levado a sério. Mas acima de tudo é preciso amor. Quem realmente gosta do que faz, sabe que o caminho é tortuoso e muitas vezes difícil. Não é uma vida somente de glamour.

Gente, quando eu criei o meu blog eu nem sabia que algumas empresas faziam pequenos encontros para promoverem seus produtos… Fui aprendendo a fazer uma resenha na marra. E ainda tenho muito o que aprender. Obviamente que a minha formação me ajuda e muito. Pois eu consigo escrever um texto minimamente coeso… Olha… o que já vi de blog onde as autoras não escrevem coisa com coisa, não está no gibi.

A gente vai aprendendo com a prática e também com estudos e pesquisas. Todos querem seu lugar ao sol, mas nem todos querem batalhar por ele de forma digna e honesta.

Ser blogueiro (a) é trabalhar sim e é ter responsabilidades sim! A gente precisa passar o que sabe, o que conhece e compartilhar as informações que temos. Se alguém chega ao meu blog é porque pesquisou sobre alguma coisa de que já falei. Essa pessoa precisa ao menos ler algo interessante. Se ela se deu o trabalho de pesquisar é porque ela quer saber caraterísticas, preços, onde encontrar e a minha opinião real sobre o produto.

E agora entramos na segunda pergunta do título: o que as empresas esperam de nós?

Se você acha que as empresas esperam somente que falemos bem, você está enganado. Eu também sou uma consumidora real e em potencial. A minha opinião deve ser tão válida quanto a de qualquer outra pessoa. Vejam bem, isso não significa falar bem ou falar mal. Significa falar a verdade.

Quer ver um exemplo? Recentemente participei de um encontro onde recebi um press kit da empresa. Eram produtos de cabelo. Esses produtos não serviram para o meu tipo de cabelo. Isso não significa que o produto seja ruim. Significa que ele apenas não serviu para mim. Vale dizer que cedi estes produtos a outra pessoa e aguardo a opinião dela.

Mas eu, como levo meu trabalho a sério, enviei um e-mail bem detalhado para a empresa contando sobre a minha experiência, assim como sempre fiz, mesmo antes de ser blogueira, pois antes de tudo sou consumidora.

As empresas também ainda estão aprendendo a lidar com este novo ramo que surge no mercado. Algumas ainda acham que por estarem nos dando produtos, temos a obrigação de falar bem deles… Opa… Péra lá! Não tenho obrigação nenhuma de fazer nada!

A minha obrigação é ser honesta com as pessoas que param para ler o que escrevo. É com elas que devo me preocupar. Para eu ser obrigada a falar bem de algum produto é necessário que eu seja paga para isso… E mesmo assim, faço se quiser.

É bacana quando a gente consegue estabelecer uma relação com a empresa. Uma relação amistosa e que traga benefícios para ambos os lados. Uma relação onde a empresa pára para escutar o que você tem a dizer sobre os produtos dela e avalia o que pode ser melhorado.

Assim sendo, ser blogueira não é só glamour e não é ser milionária! É sim trabalhar com seriedade e honestidade.

E as empresas também esperam que sejamos honestas, pelo menos a maioria, e que digamos a nossa real opinião sobre os produtos.

Genteee… Desculpa este texto enormeee! Mas eu sou assim mesmo, quando começo a escrever, é difícil parar, principalmente quando se trata de um desabafo.

Enfim… Acho que vocês entenderam tudo o que eu quis dizer né! Se ainda ficou alguma dúvida, deixe seu comentário aqui embaixo que terei o maior prazer em esclarecê-la.

Este espaço é nosso! Para nós compartilharmos as nossas experiências e faço questão de mantê-lo assim!

Se você curtiu este post, inscreva-se por e-mail, é rápido, fácil e prático. Tem uma caixinha aqui do lado!

Um grande beijo e até a próxima!





[pulaalegria] (óculos) (triste) (sorrisão verde) (seta) (piscada) (pensativo) (muito triste) (mega feliz) (malvado) (lingua) (interrogação) (idéia) (gargalhada) (feliz) (exclamação) (envergonhado) (doido) (confuso) (como assim) (chocado) (bravo)